Pular para o conteúdo principal

Questões de Provas - Pré-socráticos e Sócrates


01) Os primeiros filósofos, também chamados filósofos da Natureza ou Naturalistas buscavam encontrar na própria physis aquilo que denominavam o “arché”, ou seja, o princípio universal, o elemento originário e constitutivo de todas as coisas. Enumere as proposições abaixo de acordo com o filósofo correspondente. (0,5)


1. Tales de Mileto

2. Anaximandro de Mileto
3. Anaxímenes de Mileto
4. Heráclito de Éfeso
5. Pitágoras de Samos
6. Xenófanes de Cólofon
7. Parmênides de Eléia
8. Zenão de Eléia
9. Melisso de Samos

(__) Elaborou sua filosofia para enfrentar de peito aberto as refutações dos adversários que tentavam ridicularizar Parmênides. Ele descobriu a refutação da refutação e fundou o método da dialética e com ele refutou o movimento e a multiplicidade. Dentre seus argumentos, se destacam os chamados: da dicotomia, da flecha e de Aquiles.
(__) O termo usado por esse filósofo é o à-peiron, que significa que está privado de limites. Ou seja, é aquilo que é espacialmente e quantitativamente infinito.
(__) Tudo se move, tudo escorre (panta rhei). A origem reside num constante "devir". É o autor da famosa frase: “não se pode descer duas vezes no mesmo rio... nós próprios somos e não somos”.
(__) A origem está na essência: o ser é e não pode não ser; o não-ser não é não pode ser de modo nenhum. Alguns dizem que com este pensamento nasce o princípio da não-contradição.
(__) Deduziu sua convicção da constatação de que a nutrição de todas as coisas é úmida e de que, portanto a secura total é a morte.
(__) Elabora uma crítica à concepção dos deuses que Homero e Hesíodo haviam fixado e objeta que se os animais tivessem mãos e pudessem fazer imagens de deuses, os fariam de forma animal.
(__) Acredita que a origem deve ser infinita, sim, mas deve ser pensada como ar infinito. Pois ao se condensar, resfria-se e se torna água e, depois, terra; e ao se distender e dilatar, torna-se fogo.
(__) Foi o primeiro a chamar de cosmo o conjunto de todas as coisas, por causa da ordem que nele existe. Também foi o primeiro filósofo a sustentar a doutrina da metempsicose.
(__) Ele sistematizou a doutrina eleática, ao mesmo tempo em que a corrigiu em alguns pontos. Afirmou que o ser deve ser “infinito” e não finito como dizia Parmênides, porque não tem limites temporais, nem espaciais.

A sequência CORRETA é:

a) 8, 2, 4, 7, 1, 6, 3, 5, 9.
b) 4, 2, 8, 7, 1, 6, 3, 9, 5.
c) 8, 2, 4, 1, 7, 6, 5, 3, 9.
d) 8, 9, 4, 7, 1, 6, 3, 5, 2.
e) 2, 8, 1, 7, 4, 5, 3, 6, 9.

02) Com o nascimento da Filosofia, os gregos foram aos poucos rompendo com o mito e a religião. Da mesma maneira que o pensamento científico pretende romper com:

a) Senso comum
b) Leitura crítica
c) Fundamentos intelectuais
d) Pesquisas

03) Sócrates dizia que sua sabedoria era limitada à sua própria ignorância. Segundo ele, a verdade, escondida em cada um de nós, só é visível aos olhos da razão. Em uma importante referência ao filósofo, o escritor do romance “O auto da compadecida”, Ariano Suassuana, que teve também uma versão nos cinemas, dirigida por Guel Arraes, pôs no personagem Chicó, uma célebre frase que lembra e resume todo o método socrático. Marque X na resposta que mostre tal frase desse pensador grego.

a) Penso, logo, existo.
b) Ser ou não ser, eis a questão.
c) Só sei que nada sei.
d) Se você quer ser bem sucedido, precisa ter dedicação total, buscar seu último limite e dar o melhor de si (Frase de Ayrton Senna).

04) Desde a antiguidade, faz-se presente no senso comum a ideia de que a filosofia é inútil. Há um ditado popular que diz "A filosofia é uma ciência com a qual e sem a qual o mundo permanece tal e qual". Mas os filósofos desenvolveram ao longo do tempo muitos pensamentos sobre a utilidade da filosofia. Por exemplo: para Platão, a filosofia é "um saber verdadeiro que deve ser usado em benefício dos seres humanos para que vivam numa sociedade feliz"; para Kant, a filosofia tem "como finalidade a felicidade humana"; e para Merleau-Ponty, ela serve para "ver e mudar nosso mundo". Seja qual for o modo como se determine a utilidade ou inutilidade da filosofia, diante dessa questão, a primeira atitude propriamente filosófica é:

a) Definir a felicidade proporcionada pela filosofia.
b) Perguntar pelo que significa, nesse contexto, "utilidade".
c) Usar a filosofia para transformar e não para pensar o mundo.
d) Recolher a opinião dos grandes filósofos sobre o tema.
e) Pressupor que a filosofia é um fim em si mesmo.

05) (Unicamp – 2013) A sabedoria de Sócrates, filósofo ateniense que viveu no século V a.C., encontra o seu ponto de partida na afirmação “sei que nada sei”, registrada na obra Apologia de Sócrates. A frase foi uma resposta aos que afirmavam que ele era o mais sábio dos homens. Após interrogar artesãos, políticos e poetas, Sócrates chegou à conclusão de que ele se diferenciava dos demais por reconhecer a sua própria ignorância.
O “sei que nada sei” é um ponto de partida para a Filosofia, pois:

a) Aquele que se reconhece como ignorante torna-se mais sábio por querer adquirir conhecimentos.
b) É um exercício de humildade diante da cultura dos sábios do passado, uma vez que a função da Filosofia era reproduzir os ensinamentos dos filósofos gregos.
c) A dúvida é uma condição para o aprendizado e a Filosofia é o saber que estabelece verdades dogmáticas a partir de métodos rigorosos.
d) É uma forma de declarar ignorância e permanecer distante dos problemas concretos, preocupando-se apenas com causas abstratas.
e) Todas as alternativas acima estão corretas.

Comentários

Popular Posts

Questões de filosofia com gabarito

QUESTÕES DE FILOSOFIA – COM GABARITO   EPICURO 01) Alguns dos desejos são naturais e necessários; outros, naturais e não necessários; outros, nem naturais nem necessários, mas nascidos de vã opinião. Os desejos que não nos trazem dor se não satisfeitos não são necessários, mas o seu impulso pode ser facilmente desfeito, quando é difícil obter sua satisfação ou parecem geradores de dano.(EPICURO DE SAMOS. “Doutrinas principais”. In : SANSON, V. F. Textos de filosofia. Rio de Janeiro: Eduff, 1974). No fragmento da obra filosófica de Epicuro, o homem tem como fim:   a) Alcançar o prazer moderado e a felicidade. b) Valorizar os deveres e as obrigações sociais. c) Aceitar o sofrimento e o rigorismo da vida com resignação d) Refletir sobre os valores e as normas dadas pela divindade. 02) Leia o trecho da Carta a Meneceu:"Nenhum jovem deve demorar a filosofar, e nenhum velho deve parar de filosofar, pois nunca é cedo demais nem tarde demais para a saúde da alma. Afirmar que

Questões de prova sobre Ética e Moral - Prova I - Com Gabarito

01) "Moral (mos, moris, "costume"): conjunto de normas livres e conscientemente adotadas que visam a organizar as relações das pessoas na sociedade, tendo em vista o bem e o mal; conjunto dos costumes e valores de uma sociedade, com caráter normativo (regras do comportamento das pessoas em grupo)". (ARANHA, Maria L. de Arruda. Filosofando: Introdução à filosofia. 3.ed. São Paulo: Moderna, 2003). Sobre a moral, é CORRETO afirmar que:  a) O estudo da moral deixa de ser uma questão de cunho filosófico passando a ser objeto de estudo da teologia. b) A moral não estabelece regras para a vivência em sociedade. c) A moral se reduz a um conjunto de normas, regras e valores que são adquiridas através da herança e recebidas pela tradição. d) Através da reflexão crítica, o sujeito tende a colocar a moral e os valores vigentes em questão, questionando-os e criticando-os. e) Todas as alternativas acima estão erradas 02) A teoria Ética de Kant e Stuart Mill

Questões sobre Filosofia Política

Questões sobre Filosofia Política Livro: Fundamentos de Filosofia (Gilberto Cotrim) 1) Sintetize e compare os conceitos antigo e moderno de política. Resposta: Na concepção clássica grega o conceito de política refere-se à arte de governar a polis, ligada ao bem comum e à ética. Enquanto que na modernidade, o conceito passou a ser estritamente ligado ao poder, ou seja, a métodos de se conseguir algo. Sendo assim, a questão ética , que está implícita na ideia de bem comum é colocada em segundo plano ou totalmente abandonada. 2) Poder é a posse dos meios que levam à produção de efeitos desejados. Explique essa afirmação. Resposta: A afirmação quer dizer que “poder” é a capacidade de alcançar algum objetivo, utilizando artifícios como os econômicos. Poder vem do latim potere, posse “poder, ser capaz de”. Refere-se fundamentalmente à faculdade, capacidade, recursos para produzir certos efeitos, segundo o filosofo inglês Bertrand Russell poder é a capacidade de fazer c

01 - Mito e Filosofia (Questões com gabarito)

Quando pensamos na transição entre o mito e a filosofia salientamos que mesmo a filosofia nascente trazendo uma proposta mais racional em relação à toda explicação mítica, ela ainda apresentava "vínculos" com a antiga forma de conceber o universo, principalmente se tomamos como exemplo os jônios e todo o pensamento que busca na natureza e seus elementos aquilo que seria o princípio universal de todas as coisas. Enquanto o mito não se importava com as contradições e contos fabulosos, a filosofia organiza seu percurso através da lógica e do uso da razão. Mas não nos enganemos com essa simples colocação, pois há uma ruptura perceptível entre ambas. Enquanto o mito é envolto de crenças inquestionáveis, a filosofia nasce do próprio rechaço às explicações inquestionáveis e promove uma problematização de tudo. Ela rejeita o sobrenatural e a interferência dos deuses na explicação dos fenômenos naturais. Ela busca ao contrário do mito definir os conceitos e se organizar como um

Postagens mais visitadas deste blog

Questões sobre Filosofia Estética com Gabarito

01) “Um quadro não é pensado ou fixado de antemão. Enquanto o produzimos ele segue a modalidade do pensamento. Depois de terminado ele continua a mudar, conforme o estado daquele que contempla. Um quadro segue sua vida como um ser vivo, sofre as mudanças que a vida cotidiana nos impõe. Isto é natural, já que um quadro só vive graças àquele que o contempla.”   Pablo Picasso. Este fragmento do pensamento de Pablo Picasso significa: a) O quadro é um ser vivo e é independente do artista, assume forma independente e é altamente abstrato em relação à realidade sensível. b) O quadro é apenas o resultado do pensamento do artista que expressa a sua imaginação em um pedaço qualquer de superfície que permita a expressão máxima do artista. c) Um quadro, por mais que tenha a intencionalidade de um artista por de trás de sua criação, sempre se manterá vivo mesmo que um artista já o tenha terminado. Isso só é possível porque quem o contempla terá sempre a chance de fazer uma nova interpr

Questões sobre Filosofia Política

Questões sobre Filosofia Política Livro: Fundamentos de Filosofia (Gilberto Cotrim) 1) Sintetize e compare os conceitos antigo e moderno de política. Resposta: Na concepção clássica grega o conceito de política refere-se à arte de governar a polis, ligada ao bem comum e à ética. Enquanto que na modernidade, o conceito passou a ser estritamente ligado ao poder, ou seja, a métodos de se conseguir algo. Sendo assim, a questão ética , que está implícita na ideia de bem comum é colocada em segundo plano ou totalmente abandonada. 2) Poder é a posse dos meios que levam à produção de efeitos desejados. Explique essa afirmação. Resposta: A afirmação quer dizer que “poder” é a capacidade de alcançar algum objetivo, utilizando artifícios como os econômicos. Poder vem do latim potere, posse “poder, ser capaz de”. Refere-se fundamentalmente à faculdade, capacidade, recursos para produzir certos efeitos, segundo o filosofo inglês Bertrand Russell poder é a capacidade de fazer c

Questões de prova sobre Ética e Moral - Prova I - Com Gabarito

01) "Moral (mos, moris, "costume"): conjunto de normas livres e conscientemente adotadas que visam a organizar as relações das pessoas na sociedade, tendo em vista o bem e o mal; conjunto dos costumes e valores de uma sociedade, com caráter normativo (regras do comportamento das pessoas em grupo)". (ARANHA, Maria L. de Arruda. Filosofando: Introdução à filosofia. 3.ed. São Paulo: Moderna, 2003). Sobre a moral, é CORRETO afirmar que:  a) O estudo da moral deixa de ser uma questão de cunho filosófico passando a ser objeto de estudo da teologia. b) A moral não estabelece regras para a vivência em sociedade. c) A moral se reduz a um conjunto de normas, regras e valores que são adquiridas através da herança e recebidas pela tradição. d) Através da reflexão crítica, o sujeito tende a colocar a moral e os valores vigentes em questão, questionando-os e criticando-os. e) Todas as alternativas acima estão erradas 02) A teoria Ética de Kant e Stuart Mill