Pular para o conteúdo principal

Questões sobre Filosofia Estética com Gabarito


01) “Um quadro não é pensado ou fixado de antemão. Enquanto o produzimos ele segue a modalidade do pensamento. Depois de terminado ele continua a mudar, conforme o estado daquele que contempla. Um quadro segue sua vida como um ser vivo, sofre as mudanças que a vida cotidiana nos impõe. Isto é natural, já que um quadro só vive graças àquele que o contempla.”   Pablo Picasso. Este fragmento do pensamento de Pablo Picasso significa:

a) O quadro é um ser vivo e é independente do artista, assume forma independente e é altamente abstrato em relação à realidade sensível.
b) O quadro é apenas o resultado do pensamento do artista que expressa a sua imaginação em um pedaço qualquer de superfície que permita a expressão máxima do artista.
c) Um quadro, por mais que tenha a intencionalidade de um artista por de trás de sua criação, sempre se manterá vivo mesmo que um artista já o tenha terminado. Isso só é possível porque quem o contempla terá sempre a chance de fazer uma nova interpretação daquilo que ele observa.
d) Um quadro não é de antemão algo solto, mas fruto de uma incessante inter-relação do artista com o mundo sensível.
e) Um quadro, uma vez terminado, é um quadro vivo apenas para o artista uma vez que ele é o criador e ao mesmo tempo o ser que admira a sua própria obra.

02) A respeito dos assuntos filosóficos abaixo abordados, assinale a opção correta.
a) A epistemologia é o estudo dos textos sagrados da filosofia contidos nas cartas do novo testamento.
b) A estética, a ética e a criteriologia ou gnoseologia fazem parte da filosofia prática.
c) Baumgarten foi o filósofo que criou a teoria da mônada, substância simples que agregada a outras constitui as coisas de que a natureza se compõe.
d) David Hume, filósofo empírico escocês, entre outras noções filosóficas, estudou e redefiniu a noção de causalidade.
e) Todas as opções acima estão corretas.
03) A Estética, como área de investigação autônoma da Filosofia, distingue-se como tal pelos seus objetos de pesquisa, suas perguntas, problemáticas e métodos específicos. A esse respeito, marque a alternativa que NÃO corresponda a uma caracterização da estética filosófica.
a) "Existe uma estética não-filosófica, que se diferencia da filosófica menos por seus objetos e mais por seus métodos".
b) "Os objetos da estética filosófica podem ser não apenas coisas, mas também acontecimentos, situações, qualidades, sentimentos, dentre outros".
c) "A estética filosófica é a teoria da Arte, do Belo e do conhecimento sensitivo".
d) "A estética filosófica não é uma teoria do Belo e da Arte porque objetos que não são artísticos e nem belos podem proporcionar uma experiência estética, ou seja, ser possuidores de qualidades estéticas".
e) "Caracterizar a estética como teoria do conhecimento sensitivo é, por um lado, ampliar demais o seu escopo, vez que o conhecimento sensitivo abrange áreas que não pertencem à estética; por outro lado, é uma caracterização estreita, porque a estética filosófica abrange objetos que não pertencem à percepção sensitiva".

04) Quando alguém capta ou percebe uma qualidade estética em um objeto, ele(a) tem uma experiência estética. Mas o que são, afinal, tais qualidades estéticas? Essa é uma das questões que são objetos de investigação da estética filosófica e que enceta uma disputa entre realistas e antirrealistas estéticos. Sobre essa questão, podemos dizer que:

I. "A distinção nítida entre o âmbito das qualidades estéticas e o das qualidades não-estéticas é problemática em termos filosóficos porque há uma relação das qualidades estéticas com qualidades não-estéticas, isto é, qualidades estéticas não são independentes de qualidades não-estéticas".
II. "O antirrealismo estético se caracteriza pela afirmação de que as coisas não são belas ou feias, excitantes ou entediantes, mas somos nós que as percebemos assim, isto é, as qualidades estéticas que atribuímos aos objetos não existem na realidade. O que existem somos nós e algumas qualidades comuns (tal como as qualidades das cores e das formas) às quais reagimos ocasionalmente atribuindo-lhes qualidades estéticas".
III. "O realismo estético afirma que as qualidades estéticas não são meras reações privadas aos objetos do mundo, elas existem como qualidades estéticas, ainda que como qualidades especiais, ou seja, as qualidades estéticas existem efetivamente, mas dependem de certas qualidades não estéticas. Quando um objeto possui determinadas qualidades não-estéticas, então possui necessariamente também determinadas qualidades estéticas, em uma relação de superveniência entre elas".
IV. "A relação de dependência entre qualidades estéticas e qualidades não-estéticas - a superveniência pretendida pelos realistas estéticos - não é uma relação biunívoca, mas unilateral que funciona em uma única direção, na medida em que uma mesma qualidade estética pode estar fundada em muitas qualidades não-estéticas diferentes - a harmonia, enquanto qualidade estética, de diferentes peças musicais pode estar ancorada em estruturas sonoras totalmente distintas".
V. "Um argumento a favor do antirrealismo estético é a falta de consenso intersubjetivo no âmbito dos juízos estéticos: frequentemente duas pessoas concordam totalmente em relação às qualidades não-estéticas de um objeto, mas discordam em relação às qualidades estéticas desse mesmo objeto".
Marque a alternativa CORRETA, que corresponde a uma caracterização adequada de alguns termos do debate entre realismo e antirrealismo estéticos.

a) Todas as afirmações são verdadeiras.
b) São verdadeiras as afirmações I, II, III e IV.
c) Todas as afirmações são falsas.
d) São falsas as afirmações II, III e V.
e) São falsas as afirmações I e II.

05) A noção de estética, quando formulada e desenvolvida nos séculos XVIII e XIX, concebia as artes como belas-artes e pressupunha que:

1. A arte é uma atividade humana dependente da política, visto que a sua finalidade é servir os grupos economicamente dominantes e dirigentes, isto é, aqueles que podem pagar pelas obras de arte
2. A arte é produto da experiência sensorial ou perceptiva (sensibilidade), da imaginação e da inspiração do artista como criador autônomo ou livre
3. A finalidade da arte é desinteressada (não utilitária) ou contemplativa. Em outras palavras, a obra de arte não está a serviço do culto, nem da prática moral das virtudes, assim como não está destinada a produzir objetos de uso e de consumo, e sim a propiciar a contemplação da beleza
4. O belo é diferente do bom e do verdadeiro. O bem é objeto da ética; a verdade, objeto da ciência e da metafísica; e a beleza, o objeto próprio da estética
Estão corretas apenas as afirmativas:

a) 1, 3 e 4.    
b) 1, 2 e 3.    
c) 2, 3 e 4.    
d) 3 e 4 .   
e) 2 e 4

06) Através da cultura de massa, o homem é subordinado ao progresso da técnica e esta o destrói, fragmenta-o em sua subjetividade para dar lugar à razão instrumental, ou seja, a razão é reduzida à instrumentalidade. A partir dessa análise, Theodor Adorno e Max Horkheimer utilizaram pela primeira vez o termo "indústria cultural". Relaciona-se à ideia de indústria cultural:

I. Cultura de massa e cultura popular.
II. A criticidade e aceitação dos valores emancipatórios divulgados pelos meios de comunicação de massa.
III. Cultura humana colocada a serviço da manipulação das consciências.
IV. Manipulação ideológica com o objetivo de seduzir os espectadores em vários níveis psicológicos.

Com relação à ideia de indústria cultural a partir de Adorno e Horkheimer, pode-se afirmar que está(ão) incorreta(s):

a) as assertivas II e IV.
b) as assertivas I e III.
c) apenas a assertiva II.
d) apenas a assertiva I.
e) Todas alternativas estão corretas.

07) Ao falarmos sobre estética mencionamos sobre o feio. Marque a opção que o conceitua.

a) Não existe o feio na arte, pois o feio é a obra mal feita, ou seja, que não correspondeu plenamente a sua proposta e sendo assim não é arte.
b) O feio existe sim na arte de forma subjetiva.
c) Existem muitas obras de arte feias.
d) Todas as alternativas correspondem ao conceito de feio na estética.
e) Nenhuma das alternativas acima está correta.

08) Complete as lacunas com as opções abaixo:

___________________ é individual, válido para cada sujeito; baseado em valores, preferências, limites e possibilidades individuais.____________________ o que tem validade para todos os indivíduos, não somente para este ou aquele; diz-se do conhecimento que é fundado sobre a observação do objeto.

a) belo, feio;
b) estética, arte;
c) subjetivo, objetivo;
d) beleza, atitude;
e) atitude, beleza;

09) Complete as lacunas de acordo com as opções abaixo:

A experiência estética é a experiência da presença tanto do ______________ estético como do sujeito que o percebe. Nenhum argumento racional ou conjunto de regras poderá nos convencer de que um objeto é belo se não pudermos percebê-lo por nós____________, se não estivermos frente a frente com______________.

a) Objeto, mesmos, ele;
b) Gosto, mesmos, ele;
c) Belo, a sós, objeto;
d) Escuro, e os outros, ele;
e) Medo, mesmos, sono.

10) Segundo Susanne Langer podemos definir a arte como:

a) A prática de criar formas perceptíveis expressivas do sentimento humano.
b) Um produto do fazer humano (a união de habilidade e criatividade).
c) São formas capazes de serem percebidas pela nossa mente.
d) Manifestação dos sentimentos humanos que é impossível atingir pelo pensamento discursivo.

e) Todas as alternativas acima estão corretas.

Comentários

Popular Posts

Questões de prova sobre: As desigualdades sociais

01 - (UEL – 2003) Observe os quadrinhos: (QUINO. Toda Mafalda . São Paulo: Martins Fontes, 1992). Os quadrinhos ilustram uma forma comum de explicar a pobreza e as desigualdades sociais. Assinale a alternativa que apresenta pressupostos utilizados pela teoria liberal clássica para compreender a existência da pobreza e que foram também assumidos pela personagem Susanita em suas falas. a) As desigualdades sociais podem ser compreendidas através da análise das relações de dominação entre classes, que determinam o sucesso ou o fracasso dos indivíduos. b) A existência da pobreza pode ser compreendida a partir do estudo das relações de produção resultantes da exploração de uma classe sobre a outra. c) A divisão em classes sociais no capitalismo está baseada na liberdade de concorrência; assim, a pobreza decorre das qualidades e das escolhas individuais. d) O empobrecimento de alguns setores sociais no capitalismo decorre da apropriação

Questões de filosofia com gabarito

QUESTÕES DE FILOSOFIA – COM GABARITO   EPICURO 01) Alguns dos desejos são naturais e necessários; outros, naturais e não necessários; outros, nem naturais nem necessários, mas nascidos de vã opinião. Os desejos que não nos trazem dor se não satisfeitos não são necessários, mas o seu impulso pode ser facilmente desfeito, quando é difícil obter sua satisfação ou parecem geradores de dano.(EPICURO DE SAMOS. “Doutrinas principais”. In : SANSON, V. F. Textos de filosofia. Rio de Janeiro: Eduff, 1974). No fragmento da obra filosófica de Epicuro, o homem tem como fim:   a) Alcançar o prazer moderado e a felicidade. b) Valorizar os deveres e as obrigações sociais. c) Aceitar o sofrimento e o rigorismo da vida com resignação d) Refletir sobre os valores e as normas dadas pela divindade. 02) Leia o trecho da Carta a Meneceu:"Nenhum jovem deve demorar a filosofar, e nenhum velho deve parar de filosofar, pois nunca é cedo demais nem tarde demais para a saúde da alma. Afirmar que

01 - Mito e Filosofia (Questões com gabarito)

Quando pensamos na transição entre o mito e a filosofia salientamos que mesmo a filosofia nascente trazendo uma proposta mais racional em relação à toda explicação mítica, ela ainda apresentava "vínculos" com a antiga forma de conceber o universo, principalmente se tomamos como exemplo os jônios e todo o pensamento que busca na natureza e seus elementos aquilo que seria o princípio universal de todas as coisas. Enquanto o mito não se importava com as contradições e contos fabulosos, a filosofia organiza seu percurso através da lógica e do uso da razão. Mas não nos enganemos com essa simples colocação, pois há uma ruptura perceptível entre ambas. Enquanto o mito é envolto de crenças inquestionáveis, a filosofia nasce do próprio rechaço às explicações inquestionáveis e promove uma problematização de tudo. Ela rejeita o sobrenatural e a interferência dos deuses na explicação dos fenômenos naturais. Ela busca ao contrário do mito definir os conceitos e se organizar como um

Postagens mais visitadas deste blog

Questões sobre Filosofia Política

Questões sobre Filosofia Política Livro: Fundamentos de Filosofia (Gilberto Cotrim) 1) Sintetize e compare os conceitos antigo e moderno de política. Resposta: Na concepção clássica grega o conceito de política refere-se à arte de governar a polis, ligada ao bem comum e à ética. Enquanto que na modernidade, o conceito passou a ser estritamente ligado ao poder, ou seja, a métodos de se conseguir algo. Sendo assim, a questão ética , que está implícita na ideia de bem comum é colocada em segundo plano ou totalmente abandonada. 2) Poder é a posse dos meios que levam à produção de efeitos desejados. Explique essa afirmação. Resposta: A afirmação quer dizer que “poder” é a capacidade de alcançar algum objetivo, utilizando artifícios como os econômicos. Poder vem do latim potere, posse “poder, ser capaz de”. Refere-se fundamentalmente à faculdade, capacidade, recursos para produzir certos efeitos, segundo o filosofo inglês Bertrand Russell poder é a capacidade de fazer c

Questões de prova sobre Ética e Moral - Prova I - Com Gabarito

01) "Moral (mos, moris, "costume"): conjunto de normas livres e conscientemente adotadas que visam a organizar as relações das pessoas na sociedade, tendo em vista o bem e o mal; conjunto dos costumes e valores de uma sociedade, com caráter normativo (regras do comportamento das pessoas em grupo)". (ARANHA, Maria L. de Arruda. Filosofando: Introdução à filosofia. 3.ed. São Paulo: Moderna, 2003). Sobre a moral, é CORRETO afirmar que:  a) O estudo da moral deixa de ser uma questão de cunho filosófico passando a ser objeto de estudo da teologia. b) A moral não estabelece regras para a vivência em sociedade. c) A moral se reduz a um conjunto de normas, regras e valores que são adquiridas através da herança e recebidas pela tradição. d) Através da reflexão crítica, o sujeito tende a colocar a moral e os valores vigentes em questão, questionando-os e criticando-os. e) Todas as alternativas acima estão erradas 02) A teoria Ética de Kant e Stuart Mill